quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Groairenses pelo Mundo- 4 ª Edição- Dra. Maria das Graças Monteiro Melo

Como já antes anunciado, lançamos hoje a 4 ª história do "Groairenses pelo mundo", quadro que vai apresentar personalidades groairenses, que por um motivo ou outro, saíram de nossa terrinha para fazer historia em outros lugares. Então conheça hoje a historia de Maria das Graças Monteiro Melo. CONFIRA:





Maria das Graças Monteiro Melo é uma groairense por afinidade, acolhimento e amor, nasceu no lugar chamado Daniel, pertencente ao vizinho e pujante município de Cariré, porém, por conveniência e proximidade, toda a sua vida, mormente a juventude, viveu em Groaíras onde colheu, nos bancos da saudosa Escola Paroquial Pio XII, posteriormente Centro Educacional Padre Mororó da CNEC – Campanha Nacional de Escolas da Comunidade, seus elementares conhecimentos juvenis, depois alcançou Sobral, - capital da região - onde cursou o ensino médio e por concurso, tornou-se serventuária da Justiça do Trabalho da 7ª Região. Assim alcançou Fortaleza - Meca dos jovens cearenses, que peregrinavam na busca do sortilégio e do destino. 

Objetivos definidos, tenacidade incontida, daqueles que sabem o que querem e querem com obstinação e persistência, enfrentou dificuldades, vencendo-as sempre com galhardia, no rumo escolhido, o sucesso. 

Amansou livros que especavam nas rédeas indecisas do seu, ainda pouco saber, porém, subjugados à sua pertinácia e boa vontade, conduziram-na ao ambiente sagrado da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará, Curso de Ciências Jurídicas e Sociais. O pergaminho de formatura possibilitou-lhe novas buscas em novos patamares e instâncias. Assim, conquistou a Bahia e a 5ª Região da Justiça do Trabalho abriu-lhe a porta da Magistratura. Sergipe foi sua opção para o exercício: Aracaju, Estância, Itabaiana, Propriá e Maruim foram, entre outras, as cidades que a tiveram como Juíza.

Por antiguidade, obteve promoção ao cargo de Desembargadora, em 2003, assim chegou ao Tribunal Regional do Trabalho da Vigésima Região. Foi Presidente daquela Corte de Magistrados, no biênio 2009/2010, Vice-Presidente e Corregedora no biênio 2005/2006 e atualmente é vice-presidente do Regional, eleita pelos seus pares para o biênio 2012/2014. Foi a primeira Ouvidora do TRT20, função que desempenhou em duas oportunidades. Atualmente é a diretora da Escola Judicial, que tem por finalidade a formação inicial e continuada dos magistrados. 

Apaixonada pelo que faz, desempenha com muito amor a sua profissão, distribuindo justiça e procurando ser exemplo de competência e boa vontade, pois é assim que entende deva ser o servidor público. 

Casada com o advogado e servidor aposentado do mesmo Tribunal, o escritor e acadêmico Domingos Pascoal de Melo, seu primeiro namorado, desde quando tinham ele, 16 e ela, 13 anos, sente-se agraciada por ser mãe da Estilista Ana Rita Bracker, que hoje mora em Londres. Vive em família na cidade de Aracaju - Sergipe. 

As Câmaras Municipais de Aracaju e de Maruim a reconheceram merecedora das suas cidadanias e lhe outorgaram o título de Cidadã aracajuana e maruinense, respectivamente.
A Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe, de igual modo, também lhe concedeu o título de Cidadã Sergipana. 

A sua competência e o seu esforço em fazer certo, rendeu-lhe vários, prêmios e medalhas, a primeira delas ao ser classificada como a melhor aluna do Turno Vespertino do Colégio Estadual Dom José Tupinambá da Frota, quando cursava o ensino fundamental. Outras vieram e a enriqueceram mais ainda as suas conquistas. Recebeu as Medalhas de honra ao mérito dos Tribunais Federais do Trabalho de Sergipe, Bahia, Ceará e do Superior Tribunal do Trabalho em Brasília e Pe. Mororó em Groaíras entre outras. Tem muito carinho por todas essas grandiosas homenagens porque são, na verdade, o maior indicativo de que está no caminho certo, além se afigurarem também como uma forma de validação de seu trabalho e de suas ações.

Em que pese sua formação jurídica e sua atividade voltada para a interpretação e aplicação das normas em cada caso concreto, inerente ao seu mister de julgar, aprecia literatura nacional e estrangeira, é uma assídua leitora de biografias e bons romances, tendo sempre um bom livro à cabeceira. 

Pois bem, essa groairense que ama a encantadora Groaíras, terra dos seus basilares conhecimentos e mais arraigadas amizades, de suas primeiras festas, do seu primeiro namorado, é, decididamente, uma grande pessoa. E por isso é a nossa homenageada na 4 ª edição do quadro "Groairenses pelo mundo".
*Com Informações Domingo Pascoal

Um comentário:

  1. parabéns,tenho orgulho de tê-la como amiga de infancia,sempre foi muito inteligente e exemplar,groaíras tem uma filha vitoriosa.

    ResponderExcluir