quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Mensagem de reflexão com o Pastor Eronildo Rodrigues - FAZENDO UMA ANÁLISE SOBRE ESSE CRIME CRUEL

Nossa pequena cidade, Groaíras – CE, está chocada com um caso bárbaro acontecido a três meses atrás, mas só desvendado agora após denúncias da família que culminou na investigação policial. Trata-se do duplo homicídio da senhora Francisca Lucineida Farias Ximenes 46 anos, e sua filha de nome Flavia Vitoria Farias Lima, 04 anos, praticado pelo companheiro Francisco Xavier Silva, 65 anos, no mês de novembro de 2015 com quem a vítima vivia a um ano e dois meses. O indivíduo vitimou mãe e filha por asfixia, incinerou os corpos junto a um entulho que já havia em seu quintal e no dia seguinte, fragmentou os ossos que sobraram do fogo, para dificultar a identificação caso fosse encontrado e se desfez dos restos mortais da vítima em um terreno na zona rural, espalhando os mesmos certamente para evitar deixar marcas de um buraco, uma cova no local.

Um crime praticado por motivos fúteis a compra de um bolo para um lanche, segundo ele mesmo confessou a reportagem em vídeo, não tinham costume de discutirem nem praticarem agressão um com o outro, foi algo repentino. A população desse município se encontram perplexo sobre o caso, visto que crimes dessa natureza só era conhecido em telejornais e agora aqui entre nós. Diante de todos esses fatos, ficamos a nos perguntar, o que leva um indivíduo desses a praticar tamanha crueldade com sua companheira e uma criança indefesa de 4 anos?

Como pastor faço uma análise também do posto de vista bíblico e também espiritual para o caso. Mas podemos fazer algumas cogitações para o ocorrido do ponto de vista humano, pois cabe a polícia desvendar detalhes do caso.

Esse trata-se de um crime terrível envolvendo violência doméstica, violência contra a mulher, é mais uma que morre dessa forma trágica e uma criancinha que não teve a chance de crescer numa família estruturada ao lado de seu pai e sua mãe, visto também que a criança não era filha do homicida, apenas da mulher. Sem dúvida alguma no meio de uma separação e um segundo relacionamento os filhos são as maiores vítimas da separação dos pais.

1) Acesso de ira
– segundo ele, no meio da discussão ele foi tomado por uma grande raiva, uma ira e perdeu o controle da situação. A ira é um estado emocional caracterizado pelo acúmulo de irritação tal que leva o indivíduo a um descontrole emocional sem precedentes. Quantas pessoas fazem e falam coisas no calor da ira que os leva a se arrependerem depois.

Não se associe com o enfurecido, nem ande em companhia de quem facilmente se ira; do contrário você acabará imitando essa conduta e cairá em armadilha mortal.
Provérbios 22:24,25

A Bíblia nos alerta quanto ao perigo de até sermos companheiro dessas pessoas descontroladas, que tenta resolver as coisas no calor da ira, das formas mais terríveis possíveis. São gestos que jamais devem ser imitados. Então evite resolver as coisas em momentos de ira, de descontrole emocional, isso pode acabar mal. Se você tem dificuldades de controlar seus picos de ira, busque ajuda, busque a Deus e os conselhos de sua palavra.

2) Falta de Deus no coração – esse indivíduo que praticou esse crime, trata-se de uma pessoa fria, pois mesmo se dizendo arrependido, segundo informações de familiares das vítimas exibido em vídeo no youtube ele usava constantemente a moto da vítima e até para transportar outras mulheres e ia em forrós aqui da cidade. Veja o que um ser humano é
capaz de fazer, não somente ele como muitos outros por aí, que tem a idéia de matar por motivos banais.

Ninguém tem permissão para tirar a vida de outra pessoa, pois somente Deus o nosso criador, quem nos deu a vida tem o direito de nos tirar ela e mais ninguém (I Samuel 2.6). Matar alguém é o ato condenado por Deus em inúmeros textos bíblicos, nos dez mandamentos já está contido não praticar isso (Exodo 20.13) e outros textos: (Mateus 19.18; Romanos 13.8,9; Tiago 2.11; Apocalipse 21.8; 22.15).

3) Uma ação do maligno –
a falta de Deus no coração leva a pessoa a ser aberta para as ações das trevas, do inimigo de nossas almas que tem dominado a vida de milhares, a ser induzido facilmente por ele, levando as pessoas a toda sorte de destruição, a ser escravo dos vícios destruidores, das drogas, a prática da violência e toda sorte de crimes e maldades tão comuns nos dias atuais.

A pessoa maquina um crime perfeito, toma todas as providencias para ocultar tais feitos, mas é inútil, uma hora é descoberto para a execração pública. A Bíblia nos conta o exemplo de Judas, que teve oportunidade mais rejeitou servir a Cristo e... Lucas 22. 3 Entrou, porém, Satanás em Judas, que tinha por sobrenome Iscariotes, o qual era do número dos doze.
Isso lhe deu forças para vender Jesus, e depois destruir a própria vida. Isso é um exemplo claro do que alguém pode fazer motivado pelas forças do mal.

Por isso vamos buscar a Deus, vamos ler e conhecer sua palavra, a Bíblia, vamos conhecer Jesus o salvador, que deu a sua vida na cruz para nos salvar, para mudar nossas vidas e nos fazer novas criaturas. Sem dúvida se um número bem mais expressivo de pessoas servisse a Deus teríamos uma sociedade mais justa, casamentos mais estáveis, famílias mais estruturadas, menos violências, e uma vida de paz e tranquilidade. Vamos levar as crianças, os jovens a conheceram mais a Deus pela pregação do evangelho, para que no futuro tenhamos adultos mais estruturados e presídios mais vazios.

Somente Jesus Cristo pode transformar o coração do mais vil pecador em uma nova criatura:

Mateus 15.19 Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias.

II Coríntios 5.17 Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.


Pr. Eronildo Rodrigues


* Para você que não acompanhou as edições anteriores, basta Clicar Aqui para conferi-las.

Sobre o Colunista:


Eronildo Rodrigues
Cursou Teologia no Seminário Teológico Batista do Ceará.
Atualmente é pastor da Primeira Igreja Batista em Groaíras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário