terça-feira, 14 de junho de 2016

Mensagem de reflexão com o Pastor Eronildo Rodrigues - CULTIVE A HONESTIDADE.



Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom [...] Ef 4.28


O oitavo mandamento da lei de Deus diz: "Não furtarás" (Deuteronômio 5.19). A desonestidade está presente nos palácios dos governantes, nas casas de leis e no Poder Judiciário. Os jornais estampam todos os dias a roubalheira que se instalou em nossa nação. A corrupção está no DNA do nosso país. Contra essa onda de assalto aos cofres públicos, contra toda a filosofia de levar vantagem em tudo, contra toda essa cultura de apropriação indébita, o mandamento de Deus é claro: "Não furtarás". Deus é contra o roubo. Deus abomina a balança enganosa. Através dos seus profetas o Senhor Deus alertou de forma dura ao povo de Israel contra o pecado da desonestidade, apropriações indevidas.

Amós 8.4) Ouvi isto, vós que esmagais os necessitados e destruís os pobres da terra, 5) dizendo: Quando passará a lua nova, para vendermos o cereal? E o sábado, para expormos o trigo, diminuindo a medida e aumentando o preço, e tirando proveito com balanças adulteradas, 6) para comprarmos os pobres por prata e os necessitados por um par de sandálias, e para vendermos o refugo do trigo?

Miquéias 6.11) Poderia eu inocentar aquele que tem balanças falsas e uma bolsa de pesos enganosos?

Provérbios 20.10) O SENHOR odeia tanto o peso fraudulento quanto a medida falsa.


Deus repudia os tribunais que dão sentenças injustas, que são comprados, que não agem com a reta justiça, que oprime os necessitados.

Isaías 1.16) Lavai-vos e purificai-vos; tirai de diante dos meus olhos as vossas obras más; parai de praticar o mal. 17) aprendei a praticar o bem; buscai a justiça, acabai com a opressão, fazei justiça ao órfão, defendei a causa da viúva. 23) Os teus príncipes são rebeldes e companheiros de ladrões; cada um deles ama o suborno e anda atrás de presentes. Não fazem justiça ao órfão, e a causa da viúva não chega diante deles.

Deus não tolera a desonestidade nos negócios. A Bíblia diz que em vez de roubar, devemos trabalhar com honestidade para suprir a nós mesmos e ainda socorrer os necessitados. Quando a pessoa tem um encontro com Jesus sua vida é transformada.

Efésios 4.28) Aquele que roubava, não roube mais; pelo contrário, trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com quem está passando necessidade.

O trabalho é honroso. O trabalho traz progresso. O trabalho promove o bem coletivo. O trabalho é uma bênção de Deus. Todo trabalho honesto é digno. Portanto, devemos fazê-lo para a glória de Deus. Esses que aplaudem e cultivam uma vida de desonestidade podem até escapar do tribunal dos homens, mas não escaparão do Juízo de Deus que

revelará os segredos de todos e a vida que cada um viveu. Portanto viver uma vida de desonestidade, se aproveitar de coisas ilícitas e indevidas trás enormes prejuízos, nessa vida, porque muitas vezes vem as consequências são cadeia, processos, nomes destruídos diante da sociedade. E na outra vida também, pois as escrituras são claras que ladrões e roubadores não herdarão o reino de Deus (I Coríntios 6.9,10).

Pr. Eronildo Rodrigues

* Para você que não acompanhou as edições anteriores, basta Clicar Aqui para conferi-las.

Sobre o Colunista:


Eronildo Rodrigues
Cursou Teologia no Seminário Teológico Batista do Ceará.
Atualmente é pastor da Primeira Igreja Batista em Groaíras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário