quarta-feira, 7 de junho de 2017

Mensagem de reflexão com o Pastor Eronildo Rodrigues - O PROJETO DO CASAMENTO INSTITUÍDO POR DEUS PARA A FAMÍLIA


TEXTO BÍBLICO: GÊNESIS 2.24

Gn 2.24) Portanto, o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher, e eles serão uma só carne.

O casamento foi instituído por Deus foi instituído por Deus para o bem-estar família e da sociedade em geral. Alguns princípios Deus estabeleceu aqui que precisam serem lembrados, para que a família não sofra graves prejuízos:

1) Deixará pai e mãe - o ideal de Deus é que o casal separadamente forme uma nova família, assuma seus compromissos e juntos construam uma nova família. É necessário os pais terem consciência disso e interferirem o mínimo possível, exceto em casos extremos. O casal precisa amadurecer juntos e aprender a tomar decisões. Pois a interferência de um dos pais deixará geralmente um dos cônjuges chateado. O casal precisa sair da dependência dos pais. Sabemos que podem existir situações de desemprego e outras necessidades que as vezes podem obrigar o casal até a morar temporariamente com os pais, mais o padrão deve ser estarem a sós numa casa.

2) Se unirá a sua mulher – Deus nos ensina que o casamento é monogâmico. O homem deve deixar pai e mãe para unir-se à sua mulher e não às suas mulheres. Tanto a poligenia (um homem ter várias mulheres) como a poliandria (uma mulher ter vários homens) está em desacordo com o propósito de Deus. O sexo antes do casamento é fornicação. Aqueles que praticam tais coisas estão sob o desgosto de Deus. O sexo fora do casamento é adultério e só aqueles que querem se destruir cometem tal loucura (Provérbios 5.20,21).

3) O casamento é heterossexual - Deus criou o homem e a mulher, macho e fêmea (Gn 1.27); assim, o relacionamento conjugal só é possível entre um homem e uma mulher, entre um macho e uma fêmea biológicos. Qualquer relação diferente disso não atende os padrões de Deus sendo portanto condenado pelas escrituras (Levítico 18.22).

4) Serão dos sois uma só carne - Adam Clarke diz que Adão e Eva poderiam ser considerados não apenas como um só corpo, mas também como duas almas em um só corpo, ou seja, uma completa união de interesses e uma indissolúvel parceria de vida e sonhos, conforto e apoio, desejos e inclinações, alegrias e sofrimentos (Adam Clarke. Clarke’s Commentary. Matthew-Revelation, Vol. V Nashville, Tennessee. Abingdon. N. d.: p. 189).

5) O casamento deve ser indissolúvel - No projeto de Deus o casamento não deve jamais ser desfeito, haver separação. Marido e mulher devem estar juntos na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na prosperidade e na adversidade. Só a morte pode separá-los (Rm 7.2; 1 Co 7.39). Os preceitos de Deus não é que o casamento dure até a primeira crise, mais seja forte o suficiente para ultrapassar qualquer crise.

Concluímos pois que embora a sociedade moderna estabeleça muitos ideais tortuosos para a família, só o projeto de Deus é que deve prevalecer diante de nós. Temos visto tanta destruição no seio da família, justamente porque o projeto de Deus com seus princípios foram deixados de lado. O resultado é tantas famílias desajustadas, tantas separações, tantos filhos sofrendo. Coloque seu casamento nãos mãos de Deus, lute por ele. Deus é o Deus da família e pode mudar todas as coisas.


Pr. Eronildo Rodrigues.

* Para você que não acompanhou as edições anteriores, basta Clicar Aqui para conferi-las.

Sobre o Colunista:


Eronildo Rodrigues
Cursou Teologia no Seminário Teológico Batista do Ceará.
Atualmente é pastor da Primeira Igreja Batista em Groaíras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário